English Portuguese Spanish Rua Frederico Esteban Júnior, 230 - São Paulo - SP

o plástico no mundo, quais os avanços do plástico de engenharia no mundo?

A tendência do mercado é buscar, cada vez mais, materiais que possam realizar mais de uma função ou ter uma performance única melhor, economizando processos. Dessa forma, apesar de, nem sempre, as inovações serem mais baratas, a redução de manutenção e de processos leva à redução de custos. Alguns desses materiais de melhor desempenho são os plásticos de engenharia.

O que são os plásticos de engenharia?

Apesar da grande usabilidade nos dias de hoje, os plásticos de engenharia surgiram em 1960. Contudo, só 40 anos depois, em 2000, que a conscientização sobre a necessidade dos 3Rs (reduzir, reutilizar e reciclar) trouxe maior adoção desses materiais.

Ao portal Plastico.com, o gerente de marketing de materiais de performance da BASF SE (empresa química alemã de abrangência global), Murilo Feltran, disse que “são materiais de elevadas resistência mecânica e térmica e alta estabilidade dimensional, incluindo versões reforçadas e não reforçadas com fibra de vidro. Eles são indicados para os mais variados segmentos da economia, casos, por exemplo, da indústria alimenticia, de bens de consumo, elétrica e eletrônica”.

Quais são os benefícios e as aplicações dos plásticos de engenharia?

Como falamos na introdução, os plásticos de engenharia otimizam a performance de vários processos industriais. Mas quais são eles? Entre os benefícios comuns destes materiais estão: produção de peças com acabamento em pintura metalizada, estabilidade dimensional e variabilidade de tamanhos e formas.

Além disso, um grande ponto positivo é a sua versatilidade em aplicações com temperaturas distintas. Entre 100º e 150º, ele pode, ainda, ser usado permanentemente. Também vale destacar a grande resistência mecânica, química e ao desgaste. No mais, as peças produzidas com plásticos de engenharia não necessitam de lubrificação – o que deixa as peças mais leves e evita gastos com graxa.

Já em relação às aplicações, elas também são diversas. Elas vão desde utilidades domésticas à medicina, passando por impressões 3D, embalagens, mobiliários, prototipagem, próteses para substituição de membros e ossos, vidrarias analíticas, tanques de combustível de automóveis, capas de celulares e calotas de veículos.

Em entrevista para o portal Mundo do Plástico, o professor do Senai Jundiaí, Rafael Scandizzo Caldana afirmou que “os plásticos de engenharia são aplicados em peças que necessitam obter um excelente desempenho em altas temperaturas ou em situações nas quais se tenha um grande esforço mecânico, sem perda de propriedades. Em virtude disso, são amplamente utilizados nos mais diversos ramos da indústria, como a automobilística, a aeroespacial, a de eletroeletrônicos e a naval”.

A presença dos plásticos de engenharia é grande nas indústrias químicas, automobilística, alimentícia, aeroespacial, aeronáutica, petrolífera, eletroeletrônica e de construção civil.

Dessa forma, deu para notar o quanto utilizar plásticos de engenharia é vantajoso para o seu negócio, pois torna a produção mais barata, para o cliente, que vai receber uma peça de melhor performance, e para o meio ambiente, uma vez que é uma medida mais sustentável.

Ficou interessado e quer saber mais? Entre em contato com a gente pelo formulário abaixo ou pelo telefone. E continue conferindo os outros artigos do nosso site.


Solicite um orçamento