English Portuguese Spanish Rua Frederico Esteban Júnior, 230 - São Paulo - SP

O plástico de engenharia e a mineração

Os plásticos de engenharia surgiram na década de 1960, como uma forma de “desafiar” os itens tradicionais, como o aço. Os usos para esse tipo de material variam muito, indo desde componentes para equipamentos de produção de semicondutores até peças técnicas em equipamentos pesados para processamentos de alimentos. A seguir, confira alguns plásticos de engenharia para a área da mineração.

Policarbonato Compacto

O policarbonato está entre os plásticos de engenharia mais utilizados. Esse material é semelhante ao vidro, mas com uma resistência superior. Além disso, é transparente e apresenta propriedades mecânicas excelentes. Os policarbonatos são encontrados em três formas de chapas: compactas, alveolares e refletivas.

Dentre suas principais características, pode-se citar: alta resistência ao impacto, alta resistência a intempéries, tratamento anti-UV, boa resistência química e a resistência a abrasão. Além disso, não propaga chamas e pode chegar a ser de 30 a 40 vezes mais resistentes que o acrílico.

Poliuretano

O poliuretano (PU) é um polímero que forma um material sólido, com textura similar à espuma. É muito utilizado porque combina a flexibilidade da borracha com a dureza e resistência do metal, podendo substituir, portanto, materiais como metais em buchas de rolamentos.

Uma das grandes vantagens do poliuretano é seu preço. Além disso, se comparado com o metal, por exemplo, as peças de poliuretano são mais leves e mais fáceis de manusear.

O poliuretano é muito resistente à abrasão e esse é um dos principais motivos pelos quais ele é tão utilizado na mineração, já que, nesse segmento, soluções de alta corrosão causam rápida deterioração dos materiais.

Politetrafluoretileno

O politetrafluoretileno (PTFE) também é conhecido como teflon, fluon, algoflon, entre outros nomes. Descoberto por acidente em 1938, é um polímero com inércia química maior que qualquer outro material. Além disso, tem estabilidade em altas (podendo trabalhar continuamente de 180°C a 300°C) e baixas temperaturas. Além disso, o PTFE tem excelentes propriedades elétricas e um baixo coeficiente de atrito.

O material também não é afetado por radiações ultravioletas e não sofre efeito de envelhecimento, nem mesmo em contato com o ar. Apresenta também excelente resistência química contra quase todos os produtos químicos, sendo altamente tenaz, facilmente moldável, sensível a raios gama e de fácil usinagem.

Nylon fundido

O nylon fundido se destaca pelos altos valores de resistência à tração, resistência à compressão, módulo elástico, além das excelentes propriedades mecânicas e boa estabilidade dimensional em virtude da reduzida absorção de umidade. Além disso, vale ressaltar que existem vários tipos de Nylon fundido disponíveis no mercado: Nylon fundido T, Nylon fundido TM e o Nylon fundido L. Cada um dos Nylons fundidos apresentam suas particularidades, claro, mas de forma geral pode-se destacar sua boa resistência química, baixo coeficiente de atrito, boa resistência a abrasão, tenacidade, alta temperatura de distorção térmica, facilidade de usinagem, além de não acumular energia plástica.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre os principais plásticos de engenharia utilizados na indústria de mineração? Caso tenha interesse, não deixe de entrar em contato pelo telefone ou por meio do formulário de orçamento.



Solicite um orçamento